8 de set de 2015

PROJETOS E CONCEITOS

Sala de estar com sofá de veludo verde em capitonê. 
Coleção de quadros e espelhos nas paredes. 
Conjunto de mesas de centro gêmeas.

dica: utilize jarros antigos para fazer arranjos de 
flores colhidas do jardim ou adquiridas naquela 
charmosa barraca de feira perto de casa.
Flores trazem vida e conforto para os nossos espaços.


Sempre acreditei que os espaços mais interessantes são os que abraçam as pessoas. Ambientes que abrigam histórias super particulares que os tornam únicos, oferecendo uma experiência inesquecível a quem convive neles. Este estado de coisas é que cria uma comunicação espontânea entre os objetos e o visitante, fazendo-o permanecer neste ou naquele lugar e se sentir acolhido. Acho essa tarefa muito intuitiva e extremamente difícil. Adotar um conceito qualquer é até fácil, especificar peças de design consagrado, mais ainda, exercícios de quem tem olho rápido. O segredo de um bom espaço está na conexão entre o sentir e o pensar.
O misterioso segredo de um conjunto de sensações que leva o espaço a de conversar com o seu interlocutor. Uma conexão que só acontece quando um olhar poético está embutido no projeto, quando os sentidos são trabalhados e as emoções das cores e formas saltam aos olhos. 
Tenho percebido que, ultimamente, o mundo do design tem se apoiado na pomposa palavra "concept" para garantir, rapidamente, qualidade a qualquer proposta de espaço que pareça inovadora. Ledo engano. A inovação já vem implícita num bom projeto, pois não precisa de manual de instrução ou qualquer aval para ser identificada. Ela está ali para ser enxergada, percebida ou mesmo sentida.
Design de interiores nada mais é que uma experiência dos sentidos. O resto vem com a sensibilidade. Só se deixar levar. Simples assim. que o nosso olhar não se engane por palavras fáceis.

Na dúvida sobre qual cor pintar sua casa? 
Brincar com beges clarinhos e cinzas suaves é a melhor pedida. 
Não tem como errar.

Projeto: residência unifamiliar 
sala de estar
São paulo - Brasil
Estúdio Arquifarofa
2015.
fotos: Vilhora    





            

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...